Confira a programação completa

Goiânia Mostra Curtas revela os premiados da 18ª edição


Os curtas-metragens “Guaxuma” (PE), com direção de Nara Normande; “Torre” (SP), de Nádia Mangolini e “Alo Mammn”, de Michely Ascari, foram eleitos os melhores filmes da 18ª Goiânia Mostra Curtas. A cerimônia de premiação foi realizada na noite deste domingo (7), no Teatro Goiânia, após seis dias de programação, com exibição de mais de 77 curtas-metragens e atividades formativas.

PRÊMIO MELHOR FILME

Pela delicadeza e maestria no uso e mistura de técnicas para ambientar uma história sobre o crescimento, amizade, o amor e o tempo, a produção pernambucana “Guaxuma” foi eleita melhor filme pela Curta Mostra Brasil, que exibiu 36 produções de todo o país. O júri destacou que “Torre” utilizou a animação de forma bela e com uma forte narrativa para lembrar o drama de um passado próximo, a ditadura de 1964. Já o goiano “Alo Maman”, presente na Curta Mostra Goiás, foi eleito o melhor da categoria por tratar da saudade e de questões sociais urgentes, expondo a situação de vulnerabilidade da imigração no cenário atual brasileiro, através de um personagem forte e cativante, além de ter destreza com que rompe as barreiras estéticas e de linguagem entre ficção e documentário

PRÊMIO MELHOR DIREÇÃO

Além da premiação de melhor filme, a 18ª Goiânia Mostra Curtas também destaca os melhores diretores. Na Curta Mostra Brasil quem leva é o filme BR3 (RJ), de Bruno Ribeiro pela potência das cenas e dos corpos, pela contundência e relevância das histórias e personagens.

Já na Curta Mostra Goiás, Kris Bronze, de Larry Machado recebe o troféu pela encenação do real tão bem trabalhada em uma personagem forte, alegre e marcante que interpreta a si mesmo e possibilitando o alargamento de formatos dentro do documentário.

PREMIO ESPECIAL DO JURI

O Malabarista, pela Curta Mostra Goiás, levou o prêmio Especial do Juri, pela forma leve e sensível a resistência de artistas de rua. A animação “Boi” (SP), de Lucas Bettim e Renan Carvalho, também recebe o prêmio especial do Juri, pela sensibilidade, leveza e humor com que abroda questões sociais e de saúde pública. Além desses, MC Jess (RJ), de Carla Villa-Lobos, por apresentar uma personagem forte que dá voz a muitas mulheres e a uma cena importante da cultura brasileira,

JURI POPULAR

O púbico também elegeu seus filmes preferidos, com votações na urna. Pela Mostra Brasil quem levou foi “Afronte!” (DF), de Bruno Victor e Marcus Azevedo. Na Curta Mostra Goiás, Frame Fatal (GO), de Thiago Rabelo, recebe o troféu. “O Homem na caixa” (RJ), de Alê Borges, Álvaro Fuglone e Guilherme Gehe, recebe o prêmio pelo júri popular pela melhor animação. Já as crianças elegeram “O Espírito do Bosque”, de Carla Saavedra Brychcy, como o preferido, que também recebe o troféu Icumam.

Elo Company e Sesc TV

Duas outras premiações especiais foram entregues na noite de encerramento. O prêmio elo elegeu O Malabarista (GO), de Iuri Moreno, leva pela Mostra Animação; A Mulher do Treza (ES), de Rejane Kasting Arruda recebe pela Mostra Brasil e O Tamanho da Pedra (GO), de Hélio Fróes, pela Curta mostra Goiás.

Já o prêmio de Aquisição Sesc TV foi destinado à produção “Que som tem a distância?” (RS), dirigido por Marcela Schild.

 

LISTA DE PREMIAÇÕES

Curta Mostra Brasil

Menção Honrosa Mostra Brasil – Reforma (PE) – 2018 – Fic – 16 min. Direção: Fábio Leal

Prêmio Especial – MC Jess (RJ) – 2018 – Fic – 20 min. Direção: Carla Villa-Lobos

Prêmio de Melhor direção – BR3 (RJ) – 2017 – Fic – 23 min. Direção: Bruno Ribeiro

Prêmio Melhor Filme – Guaxuma (PE) – 2018 – Ani – 14 min. Direção: Nara Normande

 

JURI POPULAR

MOSTRA BRASIL – Afronte (DF) – 2017 – Doc – 16 min. Direção: Bruno Victor e Marcus Azevedo

MOSTRA GOIÁS – Frame Fatal (GO) – 2017 – Fic – 21 min. Direção: Thiago Rabelo

ANIMAÇÃO – O Homem na Caixa (RJ) – 2018 – Ani – 19 min. Direção: Ale Borges, Alvaro Furloni e Guilherme Gehr

MOSTRINHA – O Espírito do Bosque (SP) – 2017 – Fic -15 min. Direção: Carla Saavedra Brychcy

 

Prêmio Elo Company

Curta Mostra Animação – O Malabarista (GO) – 2018 – Ani – 11 min. Direção: Iuri Moreno e Direção Executiva: Lara Morena 

Curta Mostra Brasil – A Mulher do Treze (ES) – 2017 – Fic – 16 min. Direção: Rejane Kasting Arruda

Curta Mostra Goiás – O Tamanho da Pedra (GO) – 2017 – Fic – 16 min. Direção: Hélio Fróes

 

Prêmio Aquisição Sesc TV – Que Som Tem a Distância? (RS) – 2018 – Doc – 15min. Direção: Marcela Schild

 

Prêmio Aquisição CineBrasilTV  – O Malabarista (GO) – 2018 – Ani – 11 min. Direção: Iuri Moreno e Direção Executiva: Lara Morena

 

Curta Mostra Goiás 

Melhor Filme – Alô, maman (GO) – 2018 – Fic – 11 min. Direção: Michely Ascari

Melhor direção – Kris Bronze (GO) – 2018 – Doc- 24 min. Direção: Larry Machado 

Prêmio Especial do Júri – O Malabarista (GO) – 2018 – Ani – 11 min. Direção: Iuri Moreno e Direção Executiva: Lara Morena

 

Mostra Animação

Melhor Filme – Torre (SP) – 2017 – Ani – 18 min. Direção: Nádia Mangolini

Prêmio Especial do Juri – Boi (SP) – 2018 – Ani – 13 min. Direção: Lucas Bettim e Renan Carvalho