Confira a programação completa

Alcançando a maioridade


Chegar à 18ª edição da Goiânia Mostra Curtas após dezessete anos de realização ininterrupta demonstra o reconhecimento do festival como um dos mais expressivos do país, responsável por atrair, nesse período, aproximadamente 270 mil espectadores para cerca de 1.700 obras do cinema nacional em curta-metragem.

Apesar de todos os desafios diários, quando começamos essa história, há quase duas décadas, o solo era ainda mais improvável. Hoje, ao olhar para a longa história deste evento, vibramos pelo fato de que a Goiânia Mostra Curtas resistiu e se consolidou pela nossa aposta – hoje convicção – de que Goiânia e o estado de Goiás tinham todas as competências para sediar eventos culturais desse porte.

A 18ª Goiania Mostra Curtas acontece entre os dias 2 e 7 de outubro no Teatro Goiânia e é composta por cinco mostras competitivas (Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás, Curta Mostra Animação, Curta Mostra Cinema nos Bairros e 17ª Mostrinha), sendo a Mostrinha voltada inteiramente ao público infanto-juvenil e geral interessado, que articula a rede pública de ensino do estado e município, e uma mostra especial não competitiva onde a cada ano é abordada uma temática relevante do nosso cotidiano com a finalidade de promover a reflexão, a representatividade e a discussão sobre o assunto. Conta também com vasta programação paralela como lançamentos literários, palestras, debates, atividades de formação, painéis, mesas-redondas e oficinas que são essenciais para a formação, qualificação e amadurecimento das produções e dos profissionais participantes.

O festival continua cumprindo seu inquestionável papel na democratização, difusão, estímulo à produção e profissionalização do audiovisual goiano e nacional. Buscando alcançar a maioridade, o festival chega aos seus 18 anos com o mesmo empenho do início, mas com mais forças e maturidade para difundir as produções audiovisuais brasileiras. Mais que um evento anual, a expectativa é de que a Goiânia Mostra Curtas represente sempre uma grande janela para o intercâmbio entre os que acreditam na transformação da realidade por meio da criação artística, na formação, na produção e na difusão da diversidade cultural do Brasil.

          E ainda, em consonância com temáticas relevantes do cotidiano e que refletem diretamente no audiovisual, a Curta Mostra Especial em 2018 promove a discussão sobre a mulher e o cinema brasileiro. Com o tema “Gênero e Invenção: tornar-se mulher no cinema de curta-metragem contemporâneo”, a diretora, roteirista e antropóloga Maíra Bühler, curadora da Mostra Curta Especial elegeu 12 curtas-metragens, divididos em duas partes, que serão exibidos nos dias 6 e 7 de outubro, sábado e domingo. O objetivo é ampliar o debate sobre relações de gênero no cinema, desconstruindo imagens fixas e estereotipadas e pensando na construção de novas narrativas e subjetividades. Saiba mais sobre a Curta Mostra Especial aqui. 

          Este ano, o balanço de inscrições totalizou 999 filmes, com produções de 25 estados brasileiros e o Distrito Federal. O festival manteve o período de inscrições aberto entre 15 de maio e 20 de julho, para curtas-metragens de até 25 minutos de duração, realizados entre 2017 e 2018. A mostra será realizada entre os dias 2 e 7 de outubro contemplando produções audiovisuais nos gêneros de ficção, documentário, experimental e animação. Os estados com maior número de filmes inscritos foram São Paulo (1º), Rio de Janeiro (2º), Goiás (3º), Pernambuco (4º) e Minas Gerais (5º).A 18ª edição da Goiânia Mostra Curtas vai exibir um total de 76 filmes durante o festival. Durante os seis dias de mostra, o público poderá conferir gratuitamente produções audiovisuais de 15 estados brasileiros e o Distrito Federal. Para as mostras competitivas serão exibidos 42 curtas de ficção, 17 animações, 13 documentários e 4 experimental. Do número total de filmes selecionados, 41 produções contam com mulheres à frente da sua direção. 

       Nesta edição, o festival ainda se abre para a indústria cinematográfica com a realização da Feira Audiovisual, que pretende ser um espaço para reforçar a continuação da feitura de curtas-metragens, assim como discutir sua importância no Brasil, e de como este formato é fundamental para representar o cinema brasileiro no exterior.  A proposta da Feira é oferecer, mais que apenas um encontro entre profissionais, um espaço para a capacitação, seja através de oficinas e máster classes, ou por meio da discussão e do encontro em painéis e eventos de networking. Estarão presentes cineastas, produtores, agentes internacionais de vendas, representantes internacionais, distribuidores, exibidores e representantes do governo e de agências de fomento. A diretora do Goiânia Mostra Curtas Maria Abdalla é a responsável pela feira que tem curadoria dos produtores Leila Bourdoukan e Ivan Melo. Confira a programação da Feira Audiovisual e inscreva-se! 

Maria Abdalla

 


Voltar