19ª Goiânia Mostra Curtas começa nesta terça-feira, 8


 

Nesta terça-feira, 8, às 20h, tem início da 19ª Goiânia Mostra Curtas, no Teatro Goiânia, em Goiânia (GO). A cerimônia de abertura do festival terá a presença da atriz e cineasta Helena Ignez, homenageada da edição deste ano e da Mostra Especial O Amor e Suas Formas. Serão exibidos três filmes: O Pátio (1959, direção de Glauber Rocha), Extratos (2019, direção de Sinai Sganzerla) e Ossos (2014, direção de Helena Ignez).

Para encantar o público, em seguida, tem o pocket show “O Delírio do Verbo: Manoel de Barros em canções”. A apresentação traz alguns temas dos poemas do autor mato-grossense musicados e interpretados em canções autorais por Júlia Tygel, que as toca ao piano, com a voz de Tatiana Parra e, na viola caipira de Neymar Dias.

“A expectativa é de que seja uma noite muito especial, abrilhantada com a presença da Helena e com o encanto desse pocket show que, com certeza, vai emocionar a todos que estiverem no teatro”, afirma a diretora-geral da 19ª Goiânia Mostra Curtas, Maria Abdalla.

Segundo ela, o festival será um evento que oferecerá ao público todas vertentes do audiovisual. “Serão dias em que estaremos imersos em um ambiente totalmente voltado ao setor, buscando sua democratização e evolução”, ressalta.

Mostras

Durante a 19ª Goiânia Mostra Curtas, o público poderá participar de uma extensa programação, que envolve mostras gratuitas com 87 filmes. Deste total, 70 foram selecionados entre os mais de mil inscritos para as mostras competitivas, que se dividem em Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás, Curta Mostra Animação e 18ª Mostrinha.

Além disso, tem a Mostra Especial – O Amor e Suas Formas, que não é competitiva e exibirá 14 títulos, incluindo outros em homenagens a mulheres relevantes, totalizando 17 filmes produzidos em diferentes épocas e Estados do País, que marcaram diversos períodos do cinema brasileiro. Este ano, as homenageadas da Mostra são as cineastas Helena Ignez e Olga Futemma. Será promovido também o debate “Como representar o desejo? Como representar o amor?”.

“Seguimos com o papel de levar adiante o que foi construído em quase duas décadas de festival, incentivando produções e alavancando o setor com formação e capacitação, tendo em vista a economia criativa comprovadamente gerada nos últimos anos”, pontua Abdalla.

Feira Audiovisual

O espaço montado na Vila Cultural Cora Coralina, que fica atrás do Teatro Goiânia, será o ponto de encontro de cineastas, produtores, distribuidores, exibidores e representantes do governo e agências de fomento. O objetivo é fomentar o mercado com profissionalização, incentivo à capacitação e discussões atuais sobre o setor, como a internacionalização de filmes.

É na Feira Audiovisual que o público terá um contato mais direto com profissionais da área, em oficinas, master classes, painéis, laboratórios, lançamento literário, encontros com realizadores e animação, e evento de networking.

 

Realização

O festival é realizado pelo Icumam Cultural e Instituto e conta com o patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, Agência Nacional do Cinema – Ancine, Caixa e Governo Federal; apresentação Governo de Goiás e Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás; apoio da Unimed, Sesi Go, Sebrae Go, Fecomércio Go e Sesc; e promoção TV Anhanguera, Executiva e O Popular.

 

Confira aqui a programação completa.