Eduardo Valente



Cineasta, dirigiu três curtas e um longa, todos com passagem por distintas seções do Festival de Cannes, entre inúmeros outros eventos no Brasil e no mundo. Seu filme de  estreia, Um sol alaranjado, ganhou o primeiro prêmio na competição Cinefondation, em Cannes. Entre os anos de 2011 e 2016 trabalhou como Assessor Internacional da ANCINE (Agência Nacional do Cinema).

Também trabalha com crítica e programação de festivais, sendo atualmente parte da equipe de programação do Olhar de Cinema, em Curitiba, e delegado do Festival de Berlim, no Brasil. Foi diretor artístico do Festival de Brasília e curador em inúmeros eventos como a Mostra de Tiradentes, Semana dos Realizadores, Festival de Curtas Metragens de São Paulo e Belo Horizonte, entre outros. Trabalha ainda como consultor de roteiro, montagem e planejamento internacional de filmes e dá aulas na Academia Internacional de Cinema, onde foi coordenador de cursos.


Voltar