Marcus Mello



Programador, pesquisador e crítico de cinema, um dos editores da revista Teorema, fundada em agosto de 2002, uma das publicações de cinema mais respeitadas do Brasil. Entre agosto de 2004 e março de 2012, foi titular da coluna de cinema da revista Aplauso (edição 57 a 113).

Formado em Letras, é mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e especialista em gestão cultural pela Universidade de Girona, na Espanha, em curso realizado em parceria com o Itaú Cultural de São Paulo. Funcionário da Secretaria da Cultura de Porto Alegre, na qual ingressou através de concurso público para o cargo de Técnico em Cultura, em outubro de 1996. Entre 2000 e 2013 foi programador da Sala P. F. Gastal, na Usina do Gasômetro, uma referência do circuito de exibição alternativa na capital gaúcha. Entre maio de 2013 e dezembro de 2016 ocupou o cargo de Coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria da Cultura de Porto Alegre, e de diretor da Cinemateca Capitólio, inaugurada em março de 2015.

Membro da ABRACCINE – Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Tem artigos publicados nos livros Cinema dos Anos 90 (Editora Argos, 2005), Cinema Mundial Contemporâneo (Papirus Editora, 2008), Os Filmes que Sonhamos (Lume Filmes, 2011), Irmãos Coen: Duas Mentes Brilhantes (Caixa Cultural, 2012), Cinema sem Fronteiras – 15 Anos da Mostra de Cinema de Tiradentes: Reflexões sobre o Cinema Brasileiro 1998-2012 (Universo Produção, 2012) e Hitchcock é o Cinema (Fundação Clóvis Salgado, 2013), entre outros.


Voltar