O Festival

Chega à sua 21ª edição um dos mais expressivos festivais de cinema nacional de curta-metragem do Brasil. A Goiânia Mostra Curtas é mais do que um festival, o evento se tornou um divisor de águas para o audiovisual em Goiás, trazendo à tona e levando para o Brasil tudo que o estado tem a oferecer nesse setor. E em todos esses anos, a trajetória foi de luta, conquistas, aprendizados, formação de plateia e fomento à produção cinematográfica.

Em 2022, mesmo diante das perdas que o setor cultural vem sofrendo devido à pandemia, da ecassez de investimentos e políticas públicas destinadas à cultura, e porque não dizer da falta de sensibilidade e abandono à área, que tanto precisa de incentivos por parte dos governos, a 21ª Goiânia Mostra Curtas vai acontecer.

O festival, realizado pelo Icumam Cultural e Instituto, chega trazendo na bagagem, como sempre, estímulo à indústria do audiovisual, com processos de capacitação conduzidos por profissionais experientes e atuantes no mercado nacional e internacional. Com muita luta e convicção dessa importância, estamos prontos para mais uma edição.

Sim, o cenário nem sempre foi dos mais favoráveis, mas o festival nunca deixou de ser realizado. Somos movidos pela vontade e pelo desejo de contribuir para o desenvolvimento do setor em nosso estado. E aqui lembramos que este foi o primeiro festival de cinema realizado em Goiânia e que, ao longo de mais de 20 anos, acompanhou a evolução do audiovisual, seja ela tecnológica, de linguagem ou formato.

E nesse sentido, a Goiânia Mostra Curtas alcançou seu destaque no Brasil, sendo, com muito carinho, sempre lembrada pelos grandes profissionais do mercado, que estão presentes conosco em cada ano, seja nas curadorias, nos júris, nas consultorias, palestras, oficinas e várias outras atividades formativas.

A programação desse ano inclui a exibição de filmes divididos entre três mostras competitivas – Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás e Curta Mostra Animação – e duas não competitivas –  Curta Mostra Especial e a 20ª Mostrinha. Além dos curtas-metragens exibidos ao longo dos seis dias de evento, a programação da 21ª Goiânia Mostra Curtas conta também com o Laboratório de Roteiros Audiovisuais, com diversas atividades formativas – oficinas, masterclass, palestra, debates – homenagem e outras atrações.

Cumprindo a missão de contribuir para formação, capacitação e desenvolvimento do audiovisual no Centro-Oeste e no Brasil, assim como nos anos anteriores, a 21ª Goiânia Mostra Curtas terá atividades com profissionais do cenário audiovisual brasileiro, para uma verdadeira experiência em diversas nuances da área, principalmente, neste momento, de resistência, de reinvenção e transição do cinema.

Com produções de todo o país, o festival busca sempre a valorização da representatividade e da regionalidade como linguagem, colocando em evidência a diversidade social, política, étnica e cultural brasileira. Tudo isso consolidado em quatro pilares: a democratização do acesso ao audiovisual; a qualificação profissional; o estímulo à produção; e a formação de plateias para o cinema nacional.

A Goiânia Mostra Curtas é realizada graças à união de quem acredita na arte e no crescimento do audiovisual brasileiro. Isso só é possível graças aos parceiros que o festival tem desde a primeira edição, incluindo empresas do terceiro setor e do mercado cinematográfico. Este ano, além das parcerias, a 21ª edição conta com o edital emergencial da Lei Aldir Blanc, instrumento fundamental para o estímulo à produção cultural no país.

Mais uma vez, essa nova edição da Goiânia Mostra Curtas vem repleta de conhecimento, troca de experiências e aprendizado mútuo. Um verdadeiro encontro de profissionais que almejam fazer o audiovisual chegar cada vez mais longe.


DIRETORA GERAL, PRODUTORA E DIRETORA ARTÍSTICA

Maria Abdalla

Produtora cultural e diretora do Icumam Cultural e Instituto. Foi assistente de produção do longa-metragem Uma Vida em Segredo (2000), da diretora Suzana Amaral, em Pirenópolis-GO. Diretora de produção do documentário O Caso Matteucci (2002), de João Batista de Andrade. Com experiência em curadoria, júri e produção de filmes e eventos cinematográficos desde 1998. É idealizadora, produtora e diretora geral da Goiânia Mostra Curtas, sendo sua principal curadora. Idealizadora, diretora e produtora do Circuito Cinema Popular, projeto de exibição itinerante de filmes nacionais no interior de Goiás, Tocantins e Mato Grosso; do Curso de Formação Profissional para Cinema; e do Icumam Lab – Laboratório de Fomento à Produção Audiovisual no Centro-Oeste. Coordenadora, em Goiás, da 4ª a 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos (2009 a 2017), realizada pelo Ministério dos Direitos Humanos do Governo Federal. Realizou o 11º Circuito Cinema Popular, com exibição itinerante do filme As Duas Irenes, de Fábio Meira. Em 2020 realizou a 6ª edição do Icumam Lab, em formato online, e fez parte do júri na Mostra Londrina de Cinema e da Mostra de Curtas Gaúchos do 48º Festival de Cinema de Gramado, também realizados online. E em 2021, realizou o 7º Icumam Lab, desenvolvendo projetos audiovisuais de longa-metragem e série de TV, e a 20ª Goiânia Mostra Curtas, também de forma online devido à pandemia. Em 2022 realizará a 21ª Goiânia Mostra Curtas e o 8ª Icumam Lab.

icumam cultural e instituto

producao@icumam.com.br
www.icumam.com.br
Fone: 62 3218 3779.

Viela da rua 124, nº166 Qd.F-23, Lt.30
Setor Sul - Goiânia-GO
Caixa Postal nº 337
74.001-070