MARIA ABDALLA

 

Bacharel em Serviço Social pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), a produtora cultural Maria Abdalla é uma das fundadoras e presidente do Instituto de Cultura e Meio Ambiente (Icumam) e diretora do Icumam Cultural.

É idealizadora e diretora geral da Goiânia Mostra Curtas, do Cinema Popular, do Curso de Formação Profissional para Cinema e do Icumam Lab – Laboratório de Fomento à Produção Audiovisual no Centro-Oeste. Em Goiás, foi coordenadora local da 4ª (2009) à 10ª (2015) Mostra de Cinema e Direitos Humanos no Mundo, realizada pela Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal.

Foi assistente de coordenação das 1ª (1999) e 3ª (2001) edições do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA). Foi assistente de produção do longa-metragem Uma Vida em Segredo (2000), da diretora Suzana Amaral, em Pirenópolis-GO, e diretora de produção do documentário O Caso Matteucci (2002), de João Batista de Andrade.

Como curadora, é responsável pela programação da Curta Mostra Brasil e Curta Mostra Cinema nos Bairros da Goiânia Mostra Curtas. Participou da curadoria do 1º Festival de Vídeo Tela Digital, da TV Brasil, organizado pela Kinoforum, e curadora da Programadora Brasil (2010), além de participar da comissão de seleção do Edital de Curta-metragem da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura.