O Festival

Mosaicos Audiovisuais

Valorização e democratização do audiovisual brasileiro. O Icumam - Instituto de Cultura e Meio Ambiente realiza, entre 7 e 12 de outubro, a Goiânia Mostra Curtas, que comemora sua décima quarta edição convidando estudantes, profissionais, realizadores, parceiros, críticos e entusiastas do cinema a interagir e se aprimorar profissionalmente por meio da eleição das melhores produções audiovisuais e pela participação da diversificada e já conhecida programação gratuita formada por oficinas, seminários, debates, encontros, mostras e homenagens.

Com o intuito de formar novas plateias para o cinema nacional, a Goiânia Mostra Curtas promove e divulga curtas-metragens produzidos em todo o território nacional, mantendo-se como um dos mais expressivos veículos de difusão da diversidade cultural brasileira registrada em linguagem audiovisual. Em treze anos, o festival atingiu a marca de 221 mil espectadores, levou ao público goiano 1.482 filmes, envolveu 1.674 profissionais e conquistou uma média de 779 parcerias.

Em busca do acesso ao cinema e da qualificação profissional, a Goiânia Mostra Curtas possibilita um contato único entre produtores e realizadores de todos os cantos do País. O resultado é um intercambio cultural que possibilita, por meio do fomento à produção, à difusão e à exibição da produção em curto formato, o acompanhamento de filmes que reiteram as transformações, formas e narrativas experimentadas pela produção audiovisual brasileira.

O curta-metragem, estabelecido em seus gêneros de ficção, documentário, experimental e animação, é um formato cada vez mais explorado e produzido por realizadores de todo o Brasil. Tratam-se de produções vigorosas que se abrem para uma maior liberdade criativa e narrativa, em suas mais amplas e complexas variedades. Os diversos estilos e experimentações constituem-se como manifestações da cultura brasileira: realidades, formas e paisagens.

É neste acesso ao curta-metragem, assim como no desenvolvimento das políticas públicas nas áreas culturais, que a 14ª Goiânia Mostra Curtas celebra as produções feitas em todas as regiões do Brasil, orgulhoso de um trabalho que busca a difusão do audiovisual e a formação de um público cada vez mais consistente.

Já no calendário brasileiro de festivais audiovisuais e pioneiro no Centro-Oeste por reunir uma vasta programação, entre exibição e formação profissional, a Goiânia Mostra Curtas se realiza graças às políticas culturais do poder público, da iniciativa privada e do terceiro setor.

Quando o festival foi criado, há quatorze anos, o ritmo das produções ainda crescia a passos estreitos. De lá para cá, dedicamos apoio a esse importante processo de democratização da diversidade cultural, valorização do audiovisual e mais do que nunca, de uma ação que leva cinema a mais de 220 mil pessoas, em treze edições do projeto.

Maria Abdalla
Diretora Geral