Filmes premiados

confira a lista completa

Abertas inscrições para laboratórios e oficinas da 16ª Goiânia Mostra Curtas


laboratório

Já estão abertas as inscrições das oficinas e do laboratório oferecidos gratuitamente pela 16ª edição da Goiânia Mostra Curtas. O conteúdo inclui qualificação para profissionais e interessados em atuar com construção cênica, direção de arte e planejamento de produção para séries televisivas. Para se inscrever, é necessário preencher formulário disponível no link até o dia 19 de setembro.

Os cursos serão ministrados por profissionais de qualificação em âmbito nacional, como Vera Hamburger, Julia Zakia e Mariana Brasil – todas com currículo na área audiovisual. Os conteúdos abrangem teoria e prática e serão repassados no Centro Cultural da Universidade Federal de Goiás (UFG), situado na Av. Universitária, nº 1533.

A intenção é promover, por meio dos cursos, um intercâmbio de informações, conforme destaca a diretora do festival, Maria Abdalla.

“As atividades oferecidas têm o objetivo de enriquecer as experiências dos profissionais locais por meio da participação de profissionais atuantes no mercado audiovisual e, ainda, com as discussões e debates desenvolvidas com as turmas multidisciplinares”.

A 16ª edição da Goiânia Mostra Curtas será realizada entre os dias 4 e 9 de outubro, no Teatro Goiânia. O festival promove cinco mostras abertas ao público, que contemplam a diversidade da produção audiovisual brasileira, exibindo curtas de ficção, documentário, experimental e animação. Em quinze anos de existência, mais de 1.600 filmes já foram exibidos para cerca de 240 mil espectadores.

O festival conta com patrocínio da Rodonaves Transportes, incentivo da Lei Goyazes, Fundo de Arte e Cultura de Goiás, SEDUCE Goiás, Governo de Goiás e apoio da Unimed Goiânia e Sebrae Goiás.

Programação

Vera HamburgerNos dias 7 e 8 de outubro, das 9 às 12 horas, a diretora de arte Vera Hamburger (foto à direita) vai ministrar o Laboratório Fronteiras Permeáveis. Os encontros irão incentivar os participantes a investigar o espaço da cena como linguagem, assim como os mecanismos de funcionamento da percepção e criação.

O público alvo consiste em estudantes e interessados em artes cênicas e audiovisuais, como bailarinos, cenógrafos, figurinistas, iluminadores, entre outros. São 20 vagas e a seleção será de forma a garantir uma turma heterogênea e multidisciplinar, mediante submissão de carta de intenção.

O laboratório será dividido em dois módulos: o primeiro, Da experiência vivencial à forma, inclui prática, e o segundo, Do desenho à cena: outra experiência, consiste em palestra que será aberta ao público.

Julia Zakia2A oficina Olhar Cênico será apresentada pela diretora e diretora de fotografia Julia Zakia (foto à esquerda), entre os dias 5 e 8 de outubro, das 14h30 às 17h30. São 20 vagas oferecidas a atores e não-atores, estudantes e interessados na área.

O conteúdo inclui construção de narrativas – englobando formulação corporal e gestual – e inclusão elementos de cena que possam enriquecer a linguagem da história. As aulas são teóricas e práticas, com gravação de cenas, edição e análise.

Mariana Brasil (foto abaixo, à direita), coordenadora de produção de projetos audiovisuais, vai ministrar a Oficina Planejamento de Produção para Séries de TV, que terá 15 vagas. O objetivo é repassar aos alunos, de forma prática, o passo a passo para eMariana Brasil2laboração de um cronograma, roteiro, orçamento e projeto para um seriado televisivo. As aulas serão nos dias 7 e 8 de outubro, das 9 às 12 horas e das 14h30 às 17h30.

Para acessar os conteúdos de cada oficina e do Laboratório Fronteiras Permeáveis e se inscrever, acesse este link.