23 A 28 DE NOVEMBRO - 2021

GOIÂNIA - GOIÁS - BRASIL

GRATUITO - ONLINE

Oficina


Oficina Online “Narrativas documentais”, com Cristiano Burlan

Público-alvo: realizadores e interessados em geral

Datas: 25, 26 e 27 de novembro de 2021 (quinta, sexta e sábado)

Horário: 14h às 17h

Oficina online via Zoom


Diretor


Ementa: Cristiano Burlan mergulha em temas como violência policial, feminicídio e questões de classe com a realização da Trilogia do Luto, composta pelos documentários “Elegia de um crime”, “Mataram meu irmão” e “Construção”. A partir do compartilhamento de seus processos criativos também nos documentários “Estopô Balaio”, “No se mira impunemente”, “Nelson Felix, método poético para descontrole de localidade” e “Sermão dos Peixes” e “Imaginário”, o diretor propõem uma reflexão sobre os meios e modos de produção e realização do documentário no Brasil, buscando compreender se existe uma distinção entre documentário e ficção. Existe uma situação ideal para se criar?  Através da perspectiva da direção e produção independentes, o curso busca refletir sobre a atual produção documental brasileira. Documentários baratos, urgentes, pessoais e sem apoios institucionais, que nos remetem a um momento potente do cinema latino-americano, em que a falta de recursos estava diretamente ligada a sua estética, o que não significava a realização de filmes menores.

Conteúdo programático:

Dia 1: Introdução à história do documentário

Dia 2:  A linha tênue entre ficção e documentário: dispositivos e estruturas de abordagem

Dia 3: Da ideia à construção narrativa: Trilogia do Luto

Da produção à distribuição

 

CRISTIANO BURLAN

(Porto Alegre, Brasil, 1975) é diretor e roteirista de cinema e teatro e professor. Realizou a Tetralogia em Preto e Branco: Sinfonia de um Homem Só (2012), Amador (2014), Hamlet (2014) e Fome (2015), premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Seu documentário Mataram Meu Irmão (2013) foi o vencedor do Festival É Tudo Verdade 2013 e, no mesmo ano, ganhou o prêmio do júri oficial e da crítica no 40º Festival Sesc de Melhores Filmes e o prêmio Governador do Estado de São Paulo para a Cultura. Escreveu o roteiro de A Mãe (2016), ganhador do prêmio de coprodução internacional do Brasil Cine Mundi para participar do Cinélatino, Rencontres de Toulouse. Antes do Fim (2017) venceu o prêmio especial do júri da APCA em 2018, ano em que também estreou Elegia de um Crime (2018), no Festival É Tudo Verdade. Em 2020, estreou a série “Paulo Freire, um homem do mundo” do SescTV, em que assina a direção, montagem e roteiro. Está em finalização de seu novo longa-metragem de ficção, A Mãe.

 

LISTA DE INSCRITOS

Adriana Gaeta Braga
Alcilene Cavalcante de Oliveira
Andressa Pereira Silva
Bellatrix
Caio Carvalho Amaral
Carlos Augusto da Silva Gonçalves
Ceiça Ferreira
Danilo Mattos de Barros
Diana Seelaender Ribeirinha
Duda Gambogi
Elisa Victor Chaves da Silva
Gabriela Castro
Índigo Nicole Buri
Jacson do Espirito Santo Ornelas
Jose Gomes de Vasconcelos Neto
Júlia Lee Aguiar
Larissa Vieira Marinho da Costa
Maria Julia Andrade
Michelle Rolim Moreira
Nilo Ferreira Borges
Oscar Juliano Carvalho Gomez
Patrick Silva Cavalcante
Pedro Augusto Diniz
Plínio Gomes Soares Neto
Pollyanna Marques Vaz
Raquel Souza Franco
Rodolfo Nazareth Junqueira Fonseca
Rodrigo Celestino Rocha
Sofia Sayuri Miyamoto
Webert Maxlay Alves dos Santos
Wertem Nunes Faleiro

icumam cultural e instituto

producao@icumam.com.br
www.icumam.com.br
Fone: 62 3218 3779.

Viela da rua 124, nº166 Qd.F-23, Lt.30
Setor Sul - Goiânia-GO
Caixa Postal nº 337
74.001-070