Curta Mostra Brasil


CURTA MOSTRA BRASIL

Panorama atual da produção nacional em curta-metragem e vitrine da representatividade e diversidade cultural brasileira, registrada na linguagem audiovisual. Mostra competitiva com júri oficial.

RAFAEL DE ALMEIDA – CURADOR

Estratégias para enfrentar o inadiável

Revelar um panorama da produção nacional em curta-metragem, refletindo sobre a representatividade e diversidade cultural brasileira, é o compromisso assumido pela Curta Mostra Brasil da Goiânia Mostra Curtas ao longo dos últimos anos. Por essa perspectiva a mostra revela-se como caminho privilegiado para identificar as reverberações do tempo presente tanto na pluralidade e potência das propostas artísticas, quanto nas principais recorrências estéticas e temáticas que tentam dar a ver o mosaico de um Brasil multifacetado e em permanente transformação.

Diante de um amplo universo de obras, capaz de gerar distintas constelações fílmicas, o nosso gesto curatorial foi de refletir sobre como essa produção brasileira recente reage à sensação de um mundo em suspenso, que nos foi imposto pelo cenário pandêmico e seus desdobramentos. A composição dos quatro programas de filmes foi pensada a partir desse questionamento e propõe um movimento em quatro etapas.

       1- Reconhecer – O primeiro programa investe em filmes que, dominando os códigos narrativos, são capazes de experimentar com os mecanismos de linguagem habituais para formalmente tratar com liberdade criativa dos desafios relacionados ora à juventude, ora à terceira idade. No fundo, em conjunto eles nos permitem pensar sobre a compreensão da nossa própria identidade em uma profunda relação com o tempo: em um momento tudo é sonho, no seguinte tudo é memória. Eco de um soco no osso, Da janela vejo o mundo, Manhã de domingo, Ato, Alexandrina – um relâmpago, Eu espero o dia da nossa independência, Rua Ataléia, Meus santos saúdam seus santos e Aragem compõem essa sessão: um convite ao reconhecimento da potência de nossas singularidades, perpassadas por uma série de marcadores de gênero, raça e sexualidade.

           2- Resistir – Dedicado às micro-histórias periféricas que correm às margens das histórias oficiais, o segundo programa reúne obras que, em graus diversos, constroem narrativas capazes de propor gestos de resistência ao(s) apagamento(s) que circundam nossas existências. Central de Memórias, Chão de fábrica, Madrugada, Desmonte, Encarnado, Quem de direito, Deus me livre, Queimando em azul profundo, Fragmentos de Gondwana, e Serrão conclamam o direito à memória por meio de recursos expressivos diversos. Entre eles, destacamos o acolhimento à mise-en-scène do outro pela perspectiva documental, a encenação brechtiana, a técnica de found footage e o uso de recursos do mockumentary. Junto a essas obras somos incitados a perceber que a resistência está, em alguma medida, conectada à nossa capacidade tanto de se lembrar, quanto ao direito de acessar as memórias que nos compõem enquanto corpos individuais e corpos coletivos.

           3- Fabular – Na impossibilidade de simplesmente acolher o tempo presente, os filmes Okofá, nenhuma fantasia, Sideral, Meio ano-luz, Os pilotos do Plano, Alágbedé, 0,2 miligramas de ouro, Colmeia, A ordem reina e O ovo se propõem a visitar universos imagéticos embebidos por ideias de futuro. Para tanto, eles se valem desde a exploração dos principais códigos dos filmes de ficção científica, perpassando aqueles específicos às narrativas afrofuturistas, ao lo-fi sci-fi, ao falso documentário, até a experimentação poética dos documentários experimentais. Se por um lado, algumas das obras parecem revisitar o passado para compreender o agora a partir de um olhar crítico; por outro, há filmes que se lançam em futuros distópicos e se valem da fabulação para escapar da opressão do presente. Em ambos os casos, a intenção que se constrói é de imaginar futuros possíveis como estratégia para sobreviver ao tempo presente: a fantasia sobre o futuro (mesmo ao olhar para o passado) como convite a manter a esperança.

           4- Amar – O último programa é dedicado ao amor, pensado tanto como uma potência quanto como uma urgência. Nesse sentido, reúne filmes que versam sobre diversos tipos de amor: Amor by night, Iceberg, Romance, Uma paciência selvagem me trouxe até aqui, O durião proibido, A última valsa, Lençol branco, Como respirar fora d’água, Eu te amo é no Sol, Palavra grande e Cantareira. Ao revisitar e ressignificar traços estilísticos de tantas outras obras que já se dedicaram ao tema, em alguma medida, tais filmes nos permitem reconhecer nas diversas formas de amar táticas para resistir ao ódio e à intolerância.

Dessa forma, diante da impossibilidade de retornar ao ponto em que paramos antes do Brasil e do mundo ficarem em suspenso, os filmes parecem ensaiar estratégias possíveis para enfrentar questões de diversas ordens que permaneceram interrompidas por algum tempo: da macro à biopolítica. Estratégias que agora, diante do vislumbre de um possível respiro do estado das coisas do mundo, apresentam-se como inadiáveis para as obras e para nós: reconhecer, resistir, fabular e amar.

Filmes

Programa 1 – Reconhecer

Eco de um soco no osso (RJ) – 2021 – Fic – 25min – Direção: Gabriela Giffoni. 12
Sinopse
Nina deve retornar ao seu país natal depois de dois anos morando fora. Na véspera do vôo, ela tem um jantar com amigos, durante o qual são contadas histórias desse grupo de estrangeiros no novo país. Na manhã seguinte, no dia da viagem, Nina vive um pesadelo.

Da Janela Vejo o Mundo (PR) – 2021 – Fic – 17min – Direção: Ana Catarina Lugarini. Livre
Sinopse
Catarina caminha pela areia da memória

Manhã de Domingo (RJ) – 2022 – Fic – 25min – Direção: Bruno Ribeiro. 10
Sinopse
Gabriela é uma jovem pianista que irá se apresentar em seu primeiro grande recital. No entanto, um sonho com sua falecida mãe desestabiliza a mente e o coração de Gabriela, colocando em risco a sua apresentação. A partir de uma série de encontros ao longo de um dia, Gabriela irá se jogar em uma jornada de reconciliação com suas memórias e sua mãe.

Ato (MG) – 2021 – Fic – 20min – Direção: Bárbara Paz. Livre
Sinopse
Em um mundo suspenso e solitário. Dante se encontra em um processo de travessia. Sua única companhia: Ava – uma profissional do afeto”.

Alexandrina – um relâmpago (AM) – 2022 – Fic – 11min – Direção: Keila Sankofa. Livre
Sinopse
Alexandrina – Um Relâmpago, faz do cinema de invenção um campo fértil de contestação, que ousa rasgar os registros do perverso e mentiroso passado, onde  Alexandrina, mulher preta da Amazônia, que antes fora reduzida a objeto de estudo, esvaziada do seu vasto repertório de conhecimento e logo jogada ao limbo do suposto esquecimento; agora é o presente!

Eu espero o dia da nossa independência (SP) – 2021 – Doc – 21min – Direção: Bruna Carvalho Almeida e Brunna Laboissière. Livre
Sinopse
Maio de 2019: duas brasileiras viajam para a Argélia durante o Harak – um movimento popular pró-democracia. No meio da multidão, elas conhecem uma jovem musicista. O mar que as separa também é capaz de uni-las.

Rua Ataléia (MG) – 2021 – Fic – 12min – Direção: André Novais Oliveira. Livre
Sinopse
Em 2011, numa noite sem luz em uma rua de um bairro de periferia, uma família aguarda o retorno da energia elétrica, rodeada por velas que iluminam conversas e pensamentos. Hoje, dez anos depois, a luz tenta impor o seu lugar perante as sombras da memória.

Meus santos saúdam seus santos (PA) – 2021 – Doc – 15min – Direção: Rodrigo Antonio. Livre
Sinopse
Em uma viagem de regresso à ilha do Marajó, terra de seus avós, Rodrigo conhece a pajé Roxita e recebe a notícia de que têm guias espirituais de herança. Rodrigo vive sua iniciação na pajelança marajoara e registra sua relação com Roxita, que será sua guia num encontro com seus ancestrais.

Aragem (MG) – 2022 – Fic – 20min – Direção: Ricardo Alves Jr. Livre
Sinopse
Em uma praia remota do litoral brasileiro, avó e neta conhecem o extraordinário que habita o alto mar.

Programa 2 – Resistir

Central de Memórias (BA) – 2021 – Doc -13min – Direção: Rayssa Fernandes Coelho e Filipe Gama. 10
Sinopse
A luta pela moradia e a produção de um grande filme. A memória de quatro mulheres sobre um bairro de Vitória da Conquista e o encontro com o universo do cinema, nos anos 1990.

Chão de fábrica (SP) – 2021 – Fic – 24min – Direção: Nina Kopko. 14
Sinopse
As máquinas desligam para o horário do almoço dentro de uma metalúrgica de São Bernardo do Campo. Quatro operárias comem dentro do banheiro feminino. Entre risos e conflitos, cada uma guarda o seu segredo. 

Madrugada (RS) – 2022 – Fic – 19min – Direção: Leonardo da Rosa e Gianluca Cozza. 10
Sinopse
Daniel e Soninho não sabem se vão voltar para casa.

Desmonte (CE) – 2022 – Fic – 21min – Direção: Pedro Diogenes e Grupo Bagaceira. 10
Sinopse
“…eu estou aqui no topo te esperando.”

Encarnado (PI) – 2021 – Fic – 22min – Direção: Ana Clara Ribeiro e Otávio Almeida. 10
Sinopse
No sertão do Piauí, Brasil, dois homens vivem um (re)encontro em viagens solitárias atravessadas por tempos e espaços expandidos. Dos alaridos do passado ao presente silencioso, “Encarnado” transita no limite espiritual e carnal da existência dos homens e animais. Um rito de caminhos ocultos, onde o chão acolhe a morte a cada geração.

Quem de direito (RJ) – 2022 – Doc – 21min – Direção: Ana Galizia. 12
Sinopse
A organização popular pelo acesso à terra marca o território do vale do Guapiaçu (Cachoeiras de Macacu, RJ), as mobilizações recentes contra um projeto de barragem colocam a água, também, como elemento de disputa. 

Deus me Livre (PR) – 2021 – Doc – 17min – Direção: Carlos Henrique de Oliveira e Luis Ansorena Hervés. 12
Sinopse
Adenilson e Zeca estão no pior lugar durante o pior momento da pandemia: são sepultadores do cemitério que mais enterra vítimas do coronavírus no Brasil. Após o chefe ser infectado, eles enfrentam a tarefa de evitar o contágio enquanto fazem inacabáveis enterros. A dupla irá se apegar mais em Deus que nas medidas de proteção.

Queimando em Azul Profundo (GO) – 2020 – Exp – 18min – Direção: Paulo Balduino. 16
Sinopse
Mergulhando em silêncio rumo ao azul profundo, Momoe tenta não ficar triste.

Fragmentos de Gondwana (PE) – 2021 – Doc – 18min – Direção: Adalberto Oliveira. Livre
Sinopse
Problemas antigos são expostos após o impacto do Óleo em Suape – PE, somando com o contexto atual em que o Brasil vive.

Serrão (MG) – 2021 – Fic – 18min – Direção: Marcelo Lin.10
Sinopse
Um homem tenta recomeçar sua vida. Perto de tudo dar certo, ele perde seu olho. 

Programa 3 – Fabular

Okofá (SP) – 2021 – Doc – 17min – Direção: Daniela Caprine, Mariana Bispo, Pedro Henrique Martins, Rafael Rodrigues, Thamires Case. 14
Sinopse
Um corpo multiartista, transindígina e nordestino na cidade de São Paulo.

Nenhuma fantasia (AC) – 2021 – Exp – 11min – Direção: Gregório Gananian e Negro Leo. 12
Sinopse
Num tempo onde fatos inventados são decisivos para a sociedade, o próprio povo franqueia seu assassinato cultural. Nenhuma Fantasia, No Fool, em inglês, é um filme sobre, ironicamente, não haver mais dúvidas de que, do 14-Bis a space X, da corrente alternada ao google, o destino da humanidade arrastada para o centro da civilização ocidental é o rumor, aquilo que se sabe confusamente, imprecisamente, que se tem dúvidas.

Sideral (RN) – 2021 – Fic – 15min – Direção: Carlos Segundo. Livre
Sinopse
No dia do lançamento do primeiro foguete tripulado brasileiro, um acontecimento irá mudar a vida de Marcela e sua família.

Meio ano-luz (CE) – 2021 – Exp – 19min – Direção: Leonardo Mouramateus. Livre
Sinopse
Um rapaz senta-se numa rua movimentada de Lisboa para desenhar as pessoas que passam. Não muito distante, um casal conversa sobre a origem de uma carteira encontrada meses antes. A luz de um momento é refletida sobre o outro.

Os Pilotos do Plano (SP) – 2021 – Fic – 21min – Direção: Bruna Lessa. Livre
Sinopse
Uma mentira contada muitas vezes torna-se verdade. As últimas eleições presidenciais no Brasil levaram 58 milhões de brasileiros ao espaço. Mas há quem duvide da realidade.

Alágbédé (BA) – 2021 – Doc – 12min – Direção: Safira Moreira. Livre
Sinopse
Baseado nos costumes do candomblé, nos cânones da arte Iorubá, e nas diferentes expressões possibilitadas pelo ferro, Zé Diabo produz sublimes esculturas de ferro que percorrem terreiros, museus, coleções e galerias, dando vida à entidades sagradas e dialogando com a potência férrea de seus ancestrais e de Ogum, aquele que rege seu trabalho, o ferro.

0,2 Miligramas de Ouro (RJ) – 2021- Doc – 24min – Direção: Diego Quinderé de Carvalho. Livre
Sinopse
8.500 quilômetros separam a Amazônia e as Ardenas. Em seu país natal, o Brasil, Diego só olha para a floresta inacessível e ameaçadora pelo lado de fora. Sua contraparte belga, no entanto, é fácil de explorar. Ali tudo é arranjado por humanos, extremamente ordenado e reduzido ao essencial. Um geólogo, um garimpeiro e um astrônomo fornecem reflexões para uma exploração filosófica da origem da existência e do futuro do nosso planeta.

Colmeia (DF) – 2021 – Exp – 15min – Direção: Maurício Chades. Livre
Sinopse
Faz poucas horas que Huri saiu da prisão. Ela encontra com um amigo e pede que grave as histórias que tem para contar. Huri tira cartas de tarot para a humanidade.

A Ordem Reina (SP) – 2022 – Doc – 19min – Direção: Fernanda Pessoa. 12
Sinopse
A revolução está viva? Podemos imaginar alternativas para um mundo capitalista? O socialismo falhou?

Uma viagem (no tempo) internacionalista por sete países que tiveram experiências revolucionárias no século 20 é acompanhada por uma voz recitando o último texto de Rosa Luxemburgo, escrito um dia antes de ser assassinada em 1919.

O ovo (BA) – 2021 – Fic – 23min – Direção: Rayane Teles. 12
Sinopse
Em um Brasil distópico, em que toda a população se encontra infértil e governada por um regime ditatorial populista, casal de camareira de hotel e padeiro não conseguem chegar em consenso na escolha do nome da sua filha, expondo problemas estruturais no casamento e na sociedade.

Programa 4 – Amar

Amor By Night (PE) – 2022 – Fic – 20min – Direção: Henrique Arruda. Livre
Sinopse
No futuro, o amor será frequência.

Iceberg (RJ) – 2022 – Fic – 25min – Direção: Will Domingos. 14
Sinopse
Em meio à pandemia, um indesejável visitante busca por reconciliação num abrigo para LGBTs, que é assombrado por uma destruição repentina e pela escassez de água.

Romance (RJ) – 2021 – Fic – 15min – Direção: Karine Teles. 14
Sinopse
Sede de poder e moralismo são os principais sintomas de um estranho vírus que está se espalhando pela sociedade. O romantismo é a principal estratégia de captura de novas vítimas. Juliana tenta escapar a todo custo de seus antigos romances, mas será possível ser feliz sozinha?

Uma paciência selvagem me trouxe até aqui (RJ) – 2021 – Fic – 26min – Direção: Érica Sarmet. 18
Sinopse
Cansada da solidão, a motoqueira Vange (Zélia Duncan) decide atravessar a ponte Rio-Niterói até uma festa lésbica, onde conhece quatro jovens que compartilham entre si o lar e os afetos. Um encontro de gerações; uma homenagem às que nos trouxeram até aqui.

O Durião Proibido (PE) – 2021 – Doc – 20min – Direção: Txai Ferraz. 12
Sinopse
Um brasileiro morando na Tailândia se apaixona por Haruki, japonês que vai deixar o país em algumas semanas.

A última valsa (GO) – 2021 – Fic – 22min – Direção: André Srur. Livre
Sinopse
Elias e seus filhos retornam pra casa depois de um dia extenuante, que irá mudar suas vidas. Em meio a palavras não ditas, à conflitos escondidos, eles tentam apenas chegar ao fim deste dia.

Lençol Branco (MG) – 2020 – Fic – 19min – Direção: Rebecca Moreno. 14
Sinopse
Maria é uma adolescente de 16 anos, que após ter a sua primeira relação sexual, tenta lidar com a tensão sexual que está a sua volta. Mergulhando nos seus intensos e incontroláveis desejos sobre outros corpos e descobrindo os prazeres do seu próprio.

Como respirar fora d’água (SP) – 2021 – Fic – 16min – Direção: Júlia Fávero e Victoria Negreiros. 14
Sinopse
Na volta de um dos seus treinos de natação, Janaína é enquadrada por policiais. Já em casa e livre de perigo, ela enfrenta a relação com seu pai, também policial militar, com outros olhos.

Eu Te Amo é no Sol (MG) – 2021 – Fic – 20min – Direção: Yasmin Guimarães. 14
Sinopse
Mati reencontra Júlia, sua namorada, que agora vive em um lugar distante e frio. Lá, se deparam com a falta de identidade e a impossibilidade de voltar para casa.

Palavra grande (CE) – 2021 – Doc – 12min – Direção: Manoela Ziggiatti. Livre
Sinopse
Aos 8 anos, Vitor ajuda seu amigo Leon a escrever uma carta de amor.

Cantareira (SP) – 2021 – Fic – 24min – Direção: Rodrigo Ribeyro. Livre
Sinopse
Bento, trabalhador e morador do centro de São Paulo, volta ao lugar em que cresceu: a casa do avô na Serra da Cantareira. Lá, busca não somente a paz, mas também um emprego.

 

Os filmes serão exibidos pela plataforma InnSaei.TV

Fique atento a classificação etária de cada filme.

icumam cultural e instituto

producao@icumam.com.br
www.icumam.com.br
Fone: 62 3218 3779.

Viela da rua 124, nº166 Qd.F-23, Lt.30
Setor Sul - Goiânia-GO
Caixa Postal nº 337
74.001-070