Júri Oficial


Curta Mostra Brasil

Daneil Nolasco – diretor e roteirista

Daniel Nolasco nasceu na cidade de Catalão, Goiás. É bacharel em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal Fluminense e em História pela Universidade Federal de Goiás. Escreveu e dirigiu mais de nove curtas-metragens, exibidos e premiados em vários festivais nacionais e internacionais. Seu primeiro longa-metragem é o documentário “Paulistas” (2017), que fez sua estreia no Dok Leipzig. Seu segundo documentário é “Mr. Leather” (2019), exibido em mais de quarenta festivais como BAFICI, Frameline, Montreal International Documentary Festival, FicViña Viña del Mar. “Vento Seco”, seu primeiro longa-metragem de ficção estreou na Berlinale 2020.

Flávia Cândida – curadora, cineasta e produtora

Flavia Candida é curadora, cineasta e produtora egressa do curso de Cinema da UFF, onde dirigiu o curta O Metro Quadrado, Prêmio especial do Júri no 35º Festival de Brasília do Brasileiro.

Começou como programadora no fim dos anos 90’s no Cine Arte UFF e coordenou por mais de 15 anos o Festival Brasileiro de Cinema Universitário. Colabora na curadoria de diversos festivais como Première Brasil (Festival do Rio), Festival Internacional de Curtas de São Paulo, Curta Cinema, Festival de Cinema de Vitória, Goiânia Mostra Curtas, Festival Brasileiro de
Cinema Cômico e Festival e Festival Internacional de Cinema de Goiânia. Também fez parte da curadoria do Século XXI: Mulheres, Ação! e Cabíria Festival Mulheres & Audiovisual, ambos dedicados ao protagonismo feminino no cinema. Produziu mostras como Arte da África Cinema, Péter Forgács: Arquitetura da Memória e Pequenas Histórias da Vanguarda – Downtown New York. Como consultora de projetos trabalha na seleção de laboratórios como BrLab, ICUMAM Lab e Lab de Projetos do Curta Cinema. Esteve no comitê de seleção do Göteborg Film Fund 2021.

Lidiana Reis – produtora e roteirista

Lidiana Reis é goiana, produtora e roteirista. É sócia da Panaceia Filmes, onde produziu 5 longas e uma série. Sua última produção Vento Seco (2020, dir. Daniel Nolasco) estreou na Berlinale. Atualmente, desenvolve Solina (dir. Larissa Fernandes), único projeto de Goiás participante do Brasil CineMundi e BrLab CoPro em 2021, trabalha na finalização de Oeste Outra Vez (dir. Érico Rassi), que passou pelo WIP do Festival de Málaga, e desenvolve seu primeiro longa documental Piedade para esta terra que me sonega o amor. Como produtora de desenvolvimento trabalha no longa-metragem As Pés de Moleca e a Bruxa de Maria Mole, realizado em coprodução com a Globo Filmes e o Canal Gloob. É coordenadora do Mercado SAPI e idealizadora do Prêmio CORA de Audiovisual, focado na produção feminina da região centro-leste do brasil.

 

Curta Mostra Goiás e Curta Mostra Animação

Cintia Domit Bittar – cineasta

Com forte presença em festivais desde 2011, Cíntia Domit Bittar vem consolidando seu nome como cineasta por meio de obras que transitam entre o drama agridoce, o documentário e o terror. Sua obra finalizada mais recente é o curta BAILE, finalista do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e melhor curta no 60º FICCI, destacando sua passagem pelo 66º ISFF Oberhausen, 44º IFF Hong Kong; 38º IFF Uruguai,  21º Festival do Rio entre outros. Sócia na Novelo Filmes (Florianópolis, SC).

Fillipo Pitanga – curador e crítico de cinema

Curador e crítico de cinema, advogado, professor na Academia Internacional de Cinema, Midrash e Escola Sesc de Ensino Médio. Roteirista e apresentador da Sessão AIC no Canal Like. Colunista na Revista Fórum e colaborador na Carta Capital. Host do Podcast Reserva Imovision.

Lorran Dias – cineasta, videoartista e curador

Lorran Dias é cineasta, videoartista e curador nascido e atualmente residente na Favela da Maré no Rio de Janeiro. Diretor artístico, executivo e curador da TV Coragem (2020), dirigiu e roteirizou Entre a Colônia e as Estrelas (Gotebörg Film Fund 2021), Novo Rio (Bahari Indonesian Film Festival 2021), Usina-Desejo Contra a Indústria do Medo (Prêmio Especial do Júri em Vitória Film Festival 2021), Perpétuo (International Film Festival Rotterdam 2019) entre outros filmes com o coletivo de cinema e arte contemporânea Anarca Filmes (2014). Ele é um dos 50 diretores emergentes selecionados no mundo inteiro para dirigir um filme durante o workshop Creators Lab: Filmin in the Amazon orientado por Apichatpong Weerasethakul em 2022, no Peru. É um dos 5 diretores brasileiros selecionados para Talents Buenos Aires 2022 e acredita nos usos da ficção como ferramentas de enfrentamento do Impossível.

Além da direção cinematográfica, seus trabalhos são híbridos com a artes visuais através da videoarte, performance e instalação. Além de participar por residências artísticas, nos últimos anos foram comissionados e/ou exibidos por instituições como Museu de Arte do Rio de Janeiro, Instituto Moreira Salles, Pivô Arte e Pesquisa (São Paulo) e  Critical + Creative Social Justice Studies da University of British Columbia (Canadá). Também nutre fortes conexões com a educação, criando formatos experimentais onde filmes e vídeos possam ser feitos e exibidos, principalmente por pessoas, contextos e territórios afetados pela desigualdade histórica. Foi professor da Formação Básica em Audiovisual do Porto Iracema das Artes/Instituto Dragão do Mar no Ceará em 2021. Também realiza os programas educativos: Estúdios Coragem (2022), voltado para arte digital e produção de impacto social, e co-criou as duas edições da Sala de Delírio e Criação (2021 e 2022), o Curso de Filmes Urgentes (2018) e a Anti: Residência Fílmica (2018).

É graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e desde 2017 trabalha para a indústria audiovisual em equipes de Assistente de Direção, em filmes de ficção, documentário, publicidades e até conteúdos seriados para a internet, como quando trabalhou com o Porta dos Fundos em 2021 ou para O Som do Rio em 2022, série original Youtube, produzida pela Maria Farinha Filmes e filmada ao redor do Rio Tapajós e da Floresta Amazônica no Pará. Iniciou seus trabalhos no cinema em 2014, programando cineclubes universitários, filmando festas, delírios e coletividades LGBTQIA+ na cena noturna politicamente engajada da capital do Rio de Janeiro.

 

 

icumam cultural e instituto

producao@icumam.com.br
www.icumam.com.br
Fone: 62 3218 3779.

Viela da rua 124, nº166 Qd.F-23, Lt.30
Setor Sul - Goiânia-GO
Caixa Postal nº 337
74.001-070